bggghjkkkk

bggghjkkkk

17 de dezembro de 2016

LIVRO - DEUS SALVE AS BONECAS

Esmeralda ficou viúva muito cedo e teve que encarar qualquer trabalho que aparecesse para sustentar a pequena Jessica que quando o pai faleceu só tinha dois anos de idade. Esmeralda nunca deixou faltar nada à sua filha e teve uma época que trabalhava em três empregos diferentes para poder sustentar sua filha e não deixar faltar nada em casa. Entretanto, quando Jessica completou cinco anos de idade, Esmeralda adoeceu. Teve problemas sérios de saúde e passou por grandes dificuldades financeiras, pois os parentes estavam muito distantes. Neste período recebeu ajuda de uma associação de moradores do bairro e da Igreja local, que cuidaram de Jessica enquanto Esmeralda ficou internada. Depois de dois anos Esmeralda se restabeleceu por completo e conheceu Firmino, um homem bom, que ajudava voluntariamente na igreja e na associação. Esmeralda e Jessica foram morar com Firmino e ficou feliz. Firmino gostava muito de Jessica e a tratava como se fosse sua filha, o que deixava Esmeralda satisfeita e ainda mais apaixonada por Firmino. O tempo passou e chegamos no dia em que Jessica completava treze anos. Esmeralda estava feliz, animada por poder proporcionar uma festa de aniversário à filha. Ela trabalhava duro para poder dar o melhor possível à filha, que pode convidar todos os seus amigos para a festa. No final todos ficaram satisfeitos e Jessica agradeceu a mãe e seu padrasto. Jessica, apesar dos treze anos, brincava de boneca, tinha corpo de mulher atraente, de olhos claros chamava atenção por onde passava, mas na essência e em sua inocência, era uma menina, uma boneca que dormia no colo da mãe, chupando o dedo. De uma hora para outra as dificuldades voltaram a fazer parte da vida de Esmeralda, que não tinha mais a mesma vitalidade para trabalhar e Firmino ficou desempregado. Firmino passou a ficar o dia todo em casa ou no bar, bebendo e afogando as mágoas enquanto Esmeralda ralada em dois empregos. Enquanto Jéssica estava na escola e a mãe no trabalho, Firmino ficava bebendo no bar e só voltava para casa justamente quando Jéssica voltava da escola. Jéssica tinha alertado a mãe que não se sentia confortável em ficar em casa sozinha com Firmino, justamente porque o pecou espiando-a no banheiro. Jéssica passou a ter medo de Firmino, que vivia bêbado e não tinha a menor vontade de procurar emprego.Esmeralda trabalhava o dia inteiro, chegava em casa no começo da noite e ainda tinha que preparar o jantar para o vagabundo que não ajudava em nada com os afazeres do lar. Além do mais, cansada, doente, tinha que atender aos desejos sexuais do canalha. Por não aguentarem mais a vagabundice de Firmino, Esmeralda e Jessica resolveram ir embora, o que acabou provocando a ira de Firmino que começou a agredi-las. Esmeralda se sentia presa, trabalhando feito louca e ainda tendo que sustentar os vícios de Firmino. Sua filha Jessica mudou radicalmente. Não queria voltar para casa principalmente sabendo que ficaria só com Firmino, mas não tinha outro jeito, além do medo e das ameaças que o pulha fazia. Jessica parecia que estava escondendo alguma coisa da mãe, que muito preocupada faltou ao trabalho para acompanhar a rotina da filha. Naquele dia Jessica foi e voltou para a escola sem nada acontecer e o canalha do marido passou o dia todo bebendo no bar, à custa de esmeralda. Jessica continuava estranha e chegava em casa no mesmo horário da mãe para não ficar sozinha com o padrasto. Depois das aulas, ficava na casa das amigas esperando dar o horário da mãe chegar. Mesmo assim, Esmeralda continuou desconfiada até que um dia percebeu que a filha estava com uma marca roxa no braço e na perna. Perguntou o que era e a filha lhe disse que foi numa brincadeira com os amigos na escola. Jessica relutava em contar a mãe os sentimentos que a faziam ficar tão diferente até que um dia Esmeralda resolveu examinar o corpo inteiro da menina, cheio de marcas, alguns cortes nos dedos, parecia que havia lutado com alguém, mas não dizia nada a mãe, apenas chorava quando era pressionada a dizer alguma coisa. Entretanto, os próprios "amigos" de Firmino estavam desconfiados dele. Achavam que ele estava aprontando alguma coisa, mas não tinham provas, apenas desconfianças. Nas vezes em que Firmino sabia que Esmeralda ficaria em casa, ele passava o dia inteiro no bar e, do contrário, voltava para casa assim que Jessica voltava da escola. Mas Firmino estava com os dias contados. No bar não tinha mais crédito e chegou até a ser agredido por não pagar a conta das bebidas que consumia. E lá veio Jessica, chegando da escola e passando pela calçada do lado oposto ao bar. Os amigos de Firmino perceberam quando a menina passou e o calhorda saiu de fininho, para que ninguém perceber. Jessica entrou em casa e logo apareceu Firmino, tentando agarra-la, beija-la, fazendo ameaças de que a mataria se contasse a sua mãe. Jessica lutava se desvencilhava do canalha do padrasto, por isso os arranhões e as manchas roxas pelo corpo. Naquele dia Jessica não conseguiu se trancar no banheiro como de costume e não teve força suficiente para conter o avanço do padrasto que tentou estupra-la mais uma vez. Aos gritos misturado a lágrimas, Jessica chamava por Deus e pela mãe, enquanto o padrasto tentava a força arrancar lhe as roupas. Jessica estava encurralada pelo canalha pedófilo e sem forças para conte-lo quando inesperadamente Firmino foi surpreendido pela polícia que invadiu a casa e o pegou em flagrante, tentou estuprar a enteada que ficou totalmente sem roupa. Firmino foi preso em flagrante de delito e quase foi linchado pelos vizinhos que a muito tempo desconfiavam dele e chamaram a polícia que chegou a tempo de salvar Jessica.
        - A mãe é doente então eu tinha que ficar com a menina - Disse o pedófilo canalha. O exame de corpo de delito feito na jovem menina comprovou que há algum tempo Firmino vinha tendo relações sexuais com a menina e perguntada sobre porque não o denunciou, disse que tinha medo, pois o pedófilo ameaçou matar a ela e a mãe caso Jessica contasse alguma coisa. Firmino foi levado para a penitenciária para aguardar julgamento, enquanto Esmeralda e Jessica tinham mais um problema para enfrentar: Os exames apontaram que Jessica estava grávida... Uma gravidez indesejável e de alto risco, pois Jessica passou a ter vários problemas tendo que ser internada várias vezes, até que num dia acabou tendo um aborto espontâneo. Firmino foi condenado a doze anos de reclusão em regime fechado. Depois de quatro anos saiu da cadeira e logo se envolveu numa briga porque tentou abusar de uma menina de doze anos e foi novamente preso, depois de levar uma surra a pauladas de um grupo de pessoas que veio em socorro à menina. Mais tarde não teve a mesma sorte e acabou morto na cadeira por um grupo de presos que diziam que pedófilo e estuprador tinham que morrer. Esmeralda e Jessica continuaram suas vidas, com todas as dificuldades, mais em fim livres de Firmino. Carregaram em suas vidas um trauma que dificilmente será apagado, esquecido de suas memórias, principalmente de Jessica, a boneca salva por Deus!
TRECHO DO LIVRO

LIVRO - PRECES

PRECE PARA AFASTAR UMA MÁGOA


    Eu te perdoo por se afastar no momento em que eu mais precisei de você. Fico feliz por você estar bem e tem tido a oportunidade de realizar seus sonhos. Não lhe culpo por nada e nem seria digno de minha parte achar que você tenha que retribuir tudo o que fiz pra você. Nós crescemos juntos, mas hoje temos famílias distintas, causadas pela distância e pela falta de uma convivência mais afetiva de ambas as partes. Eu te perdoo e não vou carregar nenhuma mágoa, pois tenho você em meu coração. Temos princípios diferentes, pensamentos diferentes, mas o mais importante é o amor que eu sinto por você e você sente por mim, para que possamos ter a felicidade de saber que podemos receber carinho e afeto. Você sempre estará em minhas preces e a cada vez que vejo uma imagem sua vestida de felicidade, lembro-me dos tempos difíceis que você passou e agradeço a Deus por você nunca ter desistido e superado todas as barreiras que surgiram à sua frente. A minha forma de rezar é diferente da sua, mas não faz mal, nós amamos o mesmo Deus Pai Todo Poderoso e isso que importa, pois as nossas religiões traduzem o tamanho da nossa fé. Fique com Deus. Que Ele te proteja e você consiga realizar todos os seus sonhos. Ficarei à distância, torcendo, vibrando para que sua vida seja repleta de felicidade, pois você merece ser, por ser base para construção de uma amável família. Amém!
TRECHO DO LIVRO